Capturando e editando video usando Software Livre

Com o barateamento dos equipamentos de vídeo, cada vez mais as pessoas produzem seus próprios vídeos, a necessidade de se expressar e produzir a própria mídia muitas vezes esbarra na falta de conhecimento da operação de softwares específicos. Ambas formas de expressão tanto através do vídeo quanto através do software podem se combinar no desenvolvimento de um software aberto para edição não-linear de vídeo - Cinelerra.

Índice

Pré-Requisitos

Hardware necessário

Para editar um vídeo com resolução razoavél é necessário ter um PC (ou computador com poder semelhante) com um processador de no mínimo 800Mhz e 256Mb de memória RAM.

Para capturar vídeo de um dispositivo analógico (como um vídeo cassete ou uma camera filmadora VHS, VHS-C, HI8) é necessário ter uma placa de captura analógica (como as vendidas no Brasil de marca PixelView?, com preço por volta de R$150), e para capturar de um dispositivo digital (como uma camêra DV ou mini-DV) é necessário ter uma placa firewire , IEEE-1394 (compradas por volta de R$70)

// colocar fotos com placas digitais e analógicas e seus cabos

Para captura analógica além da placa precisamos de um cabo para ligar o equipamento à placa, existem algumas possibilidades de cabos as mais comuns são:

// RCA: colocar foto : Para capturar de alguns vídeo-cassetes e algumas filmadoras.

// S-Video: colocar foto : Para capturar de alguns vídeo-cassetes e algumas filmadoras.

// Cabo coaxial RG58: colocar foto : Para capturar TV aberta, TV a cabo e alguns dispositivos que usam essa conexão.

// USB: colocar foto : Para capturar de webcam e algumas máquinas fotográficas digitais.

Softwares necessários

Para começar a capturar e editar vídeo é necessário instalar pelo menos os softwares kino e cinelerra. O kino é usado para fazer a captura do vídeo em ambiente gráfico, existe também o dvgrab, que funciona em ambiente de linha de comando e suporta captura de vídeo DV[1] e HDV[2] (mpeg 2, para alta definição).

[1] - http://en.wikipedia.org/wiki/DV [2] - http://en.wikipedia.org/wiki/HDV

dvgrab

O dvgrab é um software em linha de comando para capturar vídeo DV ou HDV de um dispositivo firewire. Excelente para se evitar perda de frames a qualquer custo.

http://www.kinodv.org/article/static/1

Para instalar o dvgrab numa distribuição Debian ou baseada nesta (como o Ubuntu, Kurumim, Sistemão), entre no Terminal (linha de comando) como root e digite:

# apt-get install dvgrab

Num sistema slackware, instale-o usando o SlackBuild?:

http://slack.sarava.org/slackbuilds/media/video/dvgrab/dvgrab.SlackBuild

Kino

O Kino é um software simples de captura e edição de vídeo que é muito usado para capturar o vídeo DV de um dispositivo firewire. Para instalar o kino numa distribuição Debian ou baseada nesta (como o Ubuntu, Kurumim, Sistemão), entre no Terminal (linha de comando) como root e digite:

# apt-get install kino

No caso de outras distribuições, baixe os pacotes de: http://www.kinodv.org/article/static/1

O site do kino é: http://www.kinodv.org/

ffmpeg

A ffmpeg é o canivete suiço do audio/video para Linux. Você precisará dela para renderizar o vídeo.

http://ffmpeg.org/

Cinelerra

O Cinelerra é um software para edição não linear de vídeo desenvolvido por Adam Williams do projeto Heroine Virtual:


Heroine Virtual is all about giving you the tools you need to turn the impossible into reality. Heroine firefighters, heroine Amazons, heroine football: there are some things you just won't see in theaters no matter how hard you try, so it's time to make your own movies.

O site do Cinelerra é: http://heroinewarrior.com/cinelerra.php3

Existe uma árvore de desenvolvimento independente do Cinelerra conhecida como Cinelerra-CV (Community Version), que possui algumas contribuições da comunidade não presentes na versão de HeroineWarrior?, além de possuir um repositório Subversion público.

O site do Cinelerra-CV é: http://cvs.cinelerra.org/

Para instalar o Cinelerra é necessário ter um sistema GNU/Linux (embora oficialmente o Cinelerra rode sobre o GNU/Linux, é possível portá-lo, com pouco esforço, para sistemas Unix like como o FreeBSD? e o MacOS? X: http://stud3.tuwien.ac.at/~e0025274/cinelerra/Cinelerra_on_Darwin.html, patch atualizado em: http://stud3.tuwien.ac.at/~e0025274/cinelerra/cinelerra-darwin.diff), sendo que ele roda nas seguintes arquiteturas: i386 (PC), PPC (Macintosh) e AMD64.

Para instalar o Cinelerra-CV (nas distribuições Debian, Suse, Ubuntu, Slackware e Fedora), acesse: http://cvs.cinelerra.org/getting_cinelerra.html

Para instalar a versão de HeroineWarrior? do cinelerra num Fedora, baixe o pacote, disponível na seção "Binaries" do site: http://heroinewarrior.com/download.php3

Manual do Cinelerra-CV: http://cvs.cinelerra.org/docs.php

Parte Prática

Captura

É possível capturar vídeo de forma analógica (tanto através de uma placa de captura analógica quanto por uma webcam) como de forma digital, através de uma interface firewire.

Capturando com o dvgrab

O dvgrab captura o DV (Digital Video) de um dispositivo conectado à porta firewire para um arquivo contendo o vídeo que pode estar nos seguintes containeres: mov, avi e dv crú. O dvgrab permite captura interativa (controlando a câmera), auto-quebrar os arquivos e outras opções. ver dvgrab_help?.

Para Capturar em mov, usar o comando:

 
dvgrab --format qt

Para Capturar em avi, usar o comando:

 
dvgrab --format dv2

Para Capturar em dv crú, usar o comando:

 
dvgrab --format raw

O cinelerra lê todos os formatos acima, no entanto em uma plataforma - powerpc (macintosh) - o cinelerra trabalhou corretamente somente usando dv crú (.dv).

Capturando com o kino

O kino é o mais fácil para fazer a captura. Recomendo fazer a captura usando o container .mov (o codec será dv).

Edição

Editando com o Cinelerra

obs: Convenção usada para Acessar os menos do cinelerra: "Menu_princ -> Sub_menu (atalho)".

Para começar um projeto (vamos convencionar chamar de projeto tudo envolvido na edição do vídeo) vamos no menu "File -> New... (n)", abrirá uma janela "New Project", ali teremos as configurações do nosso projeto, o cinelerra já da algumas opções pré definidas, para quem está editando material de mini DV em NTSC, no presets coloque "User Defined" ou "NTSC",

Em Áudio você terá as seguintes opções:

Tracks - será o número de trilhas que você terá para trabalhar com áudio no time Line (vc. pode colocar ou retirar tracks de áudio a qualquer momento da edição)

Channels - são os canais de áudio que vc. estará trabalhando, quando trabalha com um canal, vc. está trabalhando em mono, se escolher dois canais estará trabalhando em stéreo (observe que quando se trabalha em mono o arquivo é um fica menor, e trabalhando em stéreo vc. tem a possibilidade de brincar com o áudio sair na caixa direita ou esquerda somente)

Sample Rate - defini a qualidade do áudio do projeto, a sugestão é trabalhar com 48000

Em Vídeo você terá as seguintes opções:

Tracks - será o número de linhas que vc. terá pra trabalhar com vídeos, um vídeo simples pode ser feito somente com uma linha mas o ideal é já começarmos a trabalhar com duas para nos acostumarmos (vc. pode colocar ou retirar tracks de áudio a qualquer momento da edição)

Framerate: é o número de frames por segundo do projeto, para edição de vídeo minidv NTFS usamos a taxa de 29.97, quando estiver fazendo edição de algum material para a net, ou quando não tiver espaço para editar, podemos abaixar a taxa pra 15 quadros que é a metade (também é um taxa muito usada em animação stop motion se for o caso de estarem fazendo isso) a diminuição pra 15 quadros reduz consideravelmente o tamanho do arquivo, mas isso pode ser mudado na hora de exportar o vídeo criando um arquivo pequeno.

Canvas Size - é tamanho da imagem que vc. vai trabalhar no caso de material em minidv usamos 720x480 é um padrão, quanto maior for a imagem, maior será o tamanho do arquivo.

Aspect Ratio - é o formato da imagem o 4:3 é o formato de televisão, o formato 16:9 é o formato de cinema (tela bem retangular)

Depois de definir esse dados de ok, e o timeline aparecerá.

Antes de começarmos a edição sugerimos ir no menu "Window" neste menu temos a opção de mostrar todas as janelas que utilizamos para edição a seguir escrevemos as opções:

Show Viewer - essa janela vai te mostrar a visualização dos clips e não do vídeo que você está editando serve pra você selecionar um trecho de um clip para inserir no timeline por exemplo (essa janela é necessária quando estiver montando a estrutura do vídeo no timeline)

Show Resources - está janela vai conter tudo que você usará para a edição do vídeo, ali ficam todos os clips, medias, efeitos, audios e transições. Todos os arquivos que você importar (Load File no menu File) vão estar na pasta Media dentro da janela Resources.

Show Compositor - é onde aparecerá a imagem do que você está editanto do que está no timeline, nesta janela vc. tem várias funções para a edição, em sua maioria elas são bem intuitivas. (A EXPLICAR)

Show Levels - Abrirá uma janelinha que te mostrará os níveis do volume do som, muito bom quando você tem várias fontes para equilibrar o áudio do som visualmente.

e ainda no menu window vc. tem a opção "default position" que é uma posição padrão dessas janelas no desktop, vc. pode ajeitá-las do jeito que quiser ou utilizar essa opção para ficar mais organizado.

Para começarmos efetivamente a edição agora precisamos de um vídeo dentro do programa, podemos capturar o vídeo (por enquanto não conseguimos fazer isso funcionar muito bem então vamos ensinar só da outra forma =P), ou importar vídeos, imagens e áudio de arquivos, você vai no menu "File" e vai em "load file" você vai escolher o arquivo que deseja e mais abaixo terá a opação "insertion strategy" ali teremos as seguintes opções:

Replace currente project -

(A TERMINAR)

Exportação

Guia sobre exportação: http://estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Exportando+Video+do+Cinelerra

Versão original do guia: http://content.serveftp.net/video/renderTest/guideToCinExport.html

Os softwares externos ao Cinelerra usados para exportar vídeo usados aqui são:

ffmpeg: http://ffmpeg.mplayerhq.hu/

ffmpeg2theora: http://v2v.cc/~j/ffmpeg2theora/

Um bom formato para se exportar um vídeo é MPEG-2, que é amplamente suportado e é o formato usado nos DVDs e VCDs.

Para fazer isso exporte primeiro somente o audio, usando "Microsoft WAV". Depois, para o video, escolha "YUV4MPEG Stream", e nas opções ative "Use PIPE" e coloque a seguinte linha:

ffmpeg -i - -i /home/seu_home/video_renderizado/audio.wav -y -target ntsc-dvd %

Sendo que os parâmetros para o programa ffmpeg significam:

-i - => pegar como input a entrada padrao (pipe do cinelerra)
-i /home/seu_home/video_renderizado/audio.wav => pegar como input o audio do video, 
exportado anteriormente
-target ntsc-dvd => Gerar arquivo para DVD padrão NTSC. Outras opções: ntsc-vcd, pal-vcd, pal-dvd, etc
% => simbolo que sera substituido pelo nome do arquivo de saida

Caso queira comprimir bastante o vídeo, e usar um formato livre (ogg/theora), converta o vídeo em MPEG gerado com as instruções acima (com uma qualidade bem boa) para ogg/theora, usando o programa ffmpeg2theora, dando um comando como:

ffmpeg2theora --optimize -A 64 -V 256 -c 2 video.mpg -o video.ogg

Sendo que os parâmetros do ffmpeg2theora signicam:

--optimize => Aumenta em aproximadamente 5% a taxa de compressão em troca de um aumento o processamento usado para a compressão.
-A 64 => bitrate do audio
-V 256 => bitrate do video
-c 2 => dois canais de audio
video.mpg => video de entrada
-o video.ogg => indica o video de saida

Autorando um DVD ou (S)VCD

Pela Linha de Comando

1º Passo - Mencoder

( Caso você tenha renderizado o vídeo seguindo os passos acima, no formato MPEG-2, PULE ESTE PASSO!!!)

Nesse passo geraremos o arquivo MPEG-2, compatível com o padrão de DVD.

O Mencoder é um programa de altíssima qualidade, que acompanha o mplayer. Seu site é:

www.mplayerhq.hu

Ele pode ser usando para gerar qualquer tipo de arquivo MPEG usado em DVDs. Exemplo de como gerar um arquivo para DVD NTSC, aspecto 4/3 (padrão usado por aqui) já adicionando um arquivo de legenda:

mencoder -of mpeg -mpegopts format=dvd:vaspect=4/3:vframerate=30 -srate 48000 -ofps 30000/1001 -ovc lavc -oac lavc -lavcopts vcodec=mpeg2video:vrc_buf_size=1835:keyint=18:vrc_maxrate=9800:vbitrate=4900:aspect=4/3:acodec=ac3:abitrate=192 -vf scale=720:480,harddup -ass -sub LEGENDA.srt VÍDEO.avi -o VIDEO-DVD.mpeg2

No qual os parâmetros significam:

-sub LEGENDA.srt => Especificar o arquivo de legenda.
VÍDEO.avi => Especificar o arquivo que se deseja converter.
VIDEO-DVD.mpeg2 => Especificar o arquivo de saída, no formato de dvd - mpeg2

Para não incluir nenhuma legenda, retirar os parâmetros da linha de comando "-ass -sub LEGENDA.srt".

2º Passo - dvdauthor

Nesse passo, iremos criar o layout do DVD, que no nosso caso, será o mais simples o possível - sem menu:

dvdauthor -o DVD/ -t trilha.mpg

No qual os parâmetros significam:

-o DVD => indica o diretório no qual será criado o DVD.
-t trilha.mpg => indica o arquivo de vídeo a ser incluido no DVD.

Podem ser incluídas várias faixas (vídeos) num DVD.

Para finalizar o DVD:

dvdauthor -o DVD/ -T

3º Passo - mkisofs

Nesse passo iremos criar a imagem ISO9660 do DVD:

mkisofs -dvd-video -o DVD.iso DVD/

No qual os parâmetros significam:

-o DVD.iso => Arquivo ISO9660 pronto para ser gracado.
DVD/ => Diretório do DVD previamente gerado.

4ª Passo - growisofs

Nesse passo o DVD será gravado numa mídia:

growisofs -dvd-compat -Z <device>=DVD.iso

No qual os parâmetros significam:

<device> => Dispositivo do DVD - Ex: /dev/hdd, /dev/hdc, /dev/cdrom, /dev/dvd

Ufa!!!!

DeVeDe?

Software gráfico simples de operar para geração de um DVD ou (S)VCD a partir de múltiplos arquivos de vídeo, sem suporte a criação de menus.

http://www.rastersoft.com/programas/devede.html

Tovid e Tovid_GUI

O Tovid é um software excelente de linha de comando que possibilita a criação de DVD ou (S)VCD a partir de múltiplos arquivos de vídeo, com suporte a criação de menus. O Tovid_GUI é a interface gráfica do Tovid.

http://tovid.org/

instalando tovid em GNU/Linux Debian (etch)

Instalando tovid insira um novo espelho em seu sources.list:

# echo "deb http://pacotes.sarava.org etch/" >> /etc/apt/sources.list
# apt-get update
# apt-get install tovid
Usando tovid

Uma vez que o arquivo esteja codifica em mpeg2 fica fácil gravar em modo vcd/dvd. O tovid irá ajudar na conversão do avi para mpeg2

$ tovid -vcd -in acotirene.avi -out acotirene
vcd - formato do projeto, no caso vcd
in - nome do arquivo de entrada, o avi
out - nome do arquvo de saída, mpg

Por padrão irá ficar NTSC, mas se acaso quiser mudar para PAL, basta colocar o parametro -pal depois do formato do projeto

Se acaso que deixar mudar a configuração padrão do tovid, altere o arquivo ~/.tovid/tovid.config

Gravando vcd

Após ter criado o projeto em vcd/dvd, existe vários programas para gravar o projeto numa mídia, dois deles são o cdrdao (modo comando) e o k3b (modo gráfico).

k3b - abra o aplicativo depois vai em "Arquivo" > "Novo Projeto" > "Novo Projeto de CD de Video", depois arraste o arquivo mpg para a caixa inferior e clique em gravar.

cdrdao - abra o terminal e digite "cdrdao write --device ATAPI:0,1,0 --speed 10 vcd.toc"

ps.: para gerar o arquivo toc use o comando "mkvcdfs", como exemplo:

$ mkvcdfs projeto.mpg

e irá gerar dois arquivo: vcd_image.bin vcd.toc

retirado de http://banto.hipatia.info/softwarelivre/dvd-vcd.html

ManDVD?

O ManDVD? é um software gráfico que de fácil operação que suporta a criação de DVDs de forma fácil.

http://www.kde-apps.org/content/show.php?content=38347

QDVD Author

O QDVD Author é um programa gráfico que deixa claro que são usados programas em linha de comando para se gerar o DVD, dando ao usuário a chance de alterar os parâmetros passados aos comandos que realmente irão gerar a imagem de DVD.

http://directory.fsf.org/all/QDVD-Author.html

Guia do estudiolivre: http://estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Tutorial+de+Uso+QdvdAuthor&highlight=qdvd

Links Uteis

- Manual do Cinelerra CV:

http://cv.cinelerra.org/docs.php

- Dicas de como gerar arquivos de vídeo para serem editados no Cinelerra:

https://init.linpro.no/pipermail/skolelinux.no/cinelerra/2007-July/011188.html

- Página sobre o Cinelerra do estudiolivre.org:

http://www.estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Cinelerra

- Secrets of Cinelerra (tido como o manual oficial):

http://heroinewarrior.com/cinelerra/cinelerra.html

- Wiki aberto com uma lista de coisas que precisam ser feitas no Cinelerra:

http://lab.dyne.org/CinelerraUsability

- Howto de como compilar o cinelerra com diferentes FLAGS e informações de como baixar o cinelerra da árvore git do Pierre Marc Dumuid:

http://www.pipapo.org/pipawiki/Cinelerra/GitHowTo

- Experiências de HDV com o Cinelerra:

http://crazedmuleproductions.blogspot.com/

- Matéria da LWN: Video editing in Linux, it is possible

http://lwn.net/Articles/210352/

- Howto author AVI->DVD with menus using Linux only!

http://forums.gentoo.org/viewtopic-t-117709.html

DVD Authoring (at www.linuxjournal.com):

http://www.linuxjournal.com/article/6953

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.0 Brazil License.

Capturando e editando video usando Software Livre

Com o barateamento dos equipamentos de vídeo, cada vez mais as pessoas produzem seus próprios vídeos, a necessidade de se expressar e produzir a própria mídia muitas vezes esbarra na falta de conhecimento da operação de softwares específicos. Ambas formas de expressão tanto através do vídeo quanto através do software podem se combinar no desenvolvimento de um software aberto para edição não-linear de vídeo - Cinelerra.

Índice

Pré-Requisitos

Hardware necessário

Para editar um vídeo com resolução razoavél é necessário ter um PC (ou computador com poder semelhante) com um processador de no mínimo 800Mhz e 256Mb de memória RAM.

Para capturar vídeo de um dispositivo analógico (como um vídeo cassete ou uma camera filmadora VHS, VHS-C, HI8) é necessário ter uma placa de captura analógica (como as vendidas no Brasil de marca PixelView?, com preço por volta de R$150), e para capturar de um dispositivo digital (como uma camêra DV ou mini-DV) é necessário ter uma placa firewire , IEEE-1394 (compradas por volta de R$70)

// colocar fotos com placas digitais e analógicas e seus cabos

Para captura analógica além da placa precisamos de um cabo para ligar o equipamento à placa, existem algumas possibilidades de cabos as mais comuns são:

// RCA: colocar foto : Para capturar de alguns vídeo-cassetes e algumas filmadoras.

// S-Video: colocar foto : Para capturar de alguns vídeo-cassetes e algumas filmadoras.

// Cabo coaxial RG58: colocar foto : Para capturar TV aberta, TV a cabo e alguns dispositivos que usam essa conexão.

// USB: colocar foto : Para capturar de webcam e algumas máquinas fotográficas digitais.

Softwares necessários

Para começar a capturar e editar vídeo é necessário instalar pelo menos os softwares kino e cinelerra. O kino é usado para fazer a captura do vídeo em ambiente gráfico, existe também o dvgrab, que funciona em ambiente de linha de comando e suporta captura de vídeo DV[1] e HDV[2] (mpeg 2, para alta definição).

[1] - http://en.wikipedia.org/wiki/DV [2] - http://en.wikipedia.org/wiki/HDV

dvgrab

O dvgrab é um software em linha de comando para capturar vídeo DV ou HDV de um dispositivo firewire. Excelente para se evitar perda de frames a qualquer custo.

http://www.kinodv.org/article/static/1

Para instalar o dvgrab numa distribuição Debian ou baseada nesta (como o Ubuntu, Kurumim, Sistemão), entre no Terminal (linha de comando) como root e digite:

# apt-get install dvgrab

Num sistema slackware, instale-o usando o SlackBuild?:

http://slack.sarava.org/slackbuilds/media/video/dvgrab/dvgrab.SlackBuild

Kino

O Kino é um software simples de captura e edição de vídeo que é muito usado para capturar o vídeo DV de um dispositivo firewire. Para instalar o kino numa distribuição Debian ou baseada nesta (como o Ubuntu, Kurumim, Sistemão), entre no Terminal (linha de comando) como root e digite:

# apt-get install kino

No caso de outras distribuições, baixe os pacotes de: http://www.kinodv.org/article/static/1

O site do kino é: http://www.kinodv.org/

ffmpeg

A ffmpeg é o canivete suiço do audio/video para Linux. Você precisará dela para renderizar o vídeo.

Cinelerra

O Cinelerra é um software para edição não linear de vídeo desenvolvido por Adam Williams do projeto Heroine Virtual:


Heroine Virtual is all about giving you the tools you need to turn the impossible into reality. Heroine firefighters, heroine Amazons, heroine football: there are some things you just won't see in theaters no matter how hard you try, so it's time to make your own movies.

O site do Cinelerra é: http://heroinewarrior.com/cinelerra.php3

Existe uma árvore de desenvolvimento independente do Cinelerra conhecida como Cinelerra-CV (Community Version), que possui algumas contribuições da comunidade não presentes na versão de HeroineWarrior?, além de possuir um repositório Subversion público.

O site do Cinelerra-CV é: http://cvs.cinelerra.org/

Para instalar o Cinelerra é necessário ter um sistema GNU/Linux (embora oficialmente o Cinelerra rode sobre o GNU/Linux, é possível portá-lo, com pouco esforço, para sistemas Unix like como o FreeBSD? e o MacOS? X: http://stud3.tuwien.ac.at/~e0025274/cinelerra/Cinelerra_on_Darwin.html, patch atualizado em: http://stud3.tuwien.ac.at/~e0025274/cinelerra/cinelerra-darwin.diff), sendo que ele roda nas seguintes arquiteturas: i386 (PC), PPC (Macintosh) e AMD64.

Para instalar o Cinelerra-CV (nas distribuições Debian, Suse, Ubuntu, Slackware e Fedora), acesse: http://cvs.cinelerra.org/getting_cinelerra.html

Para instalar a versão de HeroineWarrior? do cinelerra num Fedora, baixe o pacote, disponível na seção "Binaries" do site: http://heroinewarrior.com/download.php3

Manual do Cinelerra-CV: http://cvs.cinelerra.org/docs.php

Parte Prática

Captura

É possível capturar vídeo de forma analógica (tanto através de uma placa de captura analógica quanto por uma webcam) como de forma digital, através de uma interface firewire.

Capturando com o dvgrab

O dvgrab captura o DV (Digital Video) de um dispositivo conectado à porta firewire para um arquivo contendo o vídeo que pode estar nos seguintes containeres: mov, avi e dv crú. O dvgrab permite captura interativa (controlando a câmera), auto-quebrar os arquivos e outras opções. ver dvgrab_help?.

Para Capturar em mov, usar o comando:

 
dvgrab --format qt

Para Capturar em avi, usar o comando:

 
dvgrab --format dv2

Para Capturar em dv crú, usar o comando:

 
dvgrab --format raw

O cinelerra lê todos os formatos acima, no entanto em uma plataforma - powerpc (macintosh) - o cinelerra trabalhou corretamente somente usando dv crú (.dv).

Capturando com o kino

O kino é o mais fácil para fazer a captura. Recomendo fazer a captura usando o container .mov (o codec será dv).

Edição

Editando com o Cinelerra

obs: Convenção usada para Acessar os menos do cinelerra: "Menu_princ -> Sub_menu (atalho)".

Para começar um projeto (vamos convencionar chamar de projeto tudo envolvido na edição do vídeo) vamos no menu "File -> New... (n)", abrirá uma janela "New Project", ali teremos as configurações do nosso projeto, o cinelerra já da algumas opções pré definidas, para quem está editando material de mini DV em NTSC, no presets coloque "User Defined" ou "NTSC",

Em Áudio você terá as seguintes opções:

Tracks - será o número de trilhas que você terá para trabalhar com áudio no time Line (vc. pode colocar ou retirar tracks de áudio a qualquer momento da edição)

Channels - são os canais de áudio que vc. estará trabalhando, quando trabalha com um canal, vc. está trabalhando em mono, se escolher dois canais estará trabalhando em stéreo (observe que quando se trabalha em mono o arquivo é um fica menor, e trabalhando em stéreo vc. tem a possibilidade de brincar com o áudio sair na caixa direita ou esquerda somente)

Sample Rate - defini a qualidade do áudio do projeto, a sugestão é trabalhar com 48000

Em Vídeo você terá as seguintes opções:

Tracks - será o número de linhas que vc. terá pra trabalhar com vídeos, um vídeo simples pode ser feito somente com uma linha mas o ideal é já começarmos a trabalhar com duas para nos acostumarmos (vc. pode colocar ou retirar tracks de áudio a qualquer momento da edição)

Framerate: é o número de frames por segundo do projeto, para edição de vídeo minidv NTFS usamos a taxa de 29.97, quando estiver fazendo edição de algum material para a net, ou quando não tiver espaço para editar, podemos abaixar a taxa pra 15 quadros que é a metade (também é um taxa muito usada em animação stop motion se for o caso de estarem fazendo isso) a diminuição pra 15 quadros reduz consideravelmente o tamanho do arquivo, mas isso pode ser mudado na hora de exportar o vídeo criando um arquivo pequeno.

Canvas Size - é tamanho da imagem que vc. vai trabalhar no caso de material em minidv usamos 720x480 é um padrão, quanto maior for a imagem, maior será o tamanho do arquivo.

Aspect Ratio - é o formato da imagem o 4:3 é o formato de televisão, o formato 16:9 é o formato de cinema (tela bem retangular)

Depois de definir esse dados de ok, e o timeline aparecerá.

Antes de começarmos a edição sugerimos ir no menu "Window" neste menu temos a opção de mostrar todas as janelas que utilizamos para edição a seguir escrevemos as opções:

Show Viewer - essa janela vai te mostrar a visualização dos clips e não do vídeo que você está editando serve pra você selecionar um trecho de um clip para inserir no timeline por exemplo (essa janela é necessária quando estiver montando a estrutura do vídeo no timeline)

Show Resources - está janela vai conter tudo que você usará para a edição do vídeo, ali ficam todos os clips, medias, efeitos, audios e transições. Todos os arquivos que você importar (Load File no menu File) vão estar na pasta Media dentro da janela Resources.

Show Compositor - é onde aparecerá a imagem do que você está editanto do que está no timeline, nesta janela vc. tem várias funções para a edição, em sua maioria elas são bem intuitivas. (A EXPLICAR)

Show Levels - Abrirá uma janelinha que te mostrará os níveis do volume do som, muito bom quando você tem várias fontes para equilibrar o áudio do som visualmente.

e ainda no menu window vc. tem a opção "default position" que é uma posição padrão dessas janelas no desktop, vc. pode ajeitá-las do jeito que quiser ou utilizar essa opção para ficar mais organizado.

Para começarmos efetivamente a edição agora precisamos de um vídeo dentro do programa, podemos capturar o vídeo (por enquanto não conseguimos fazer isso funcionar muito bem então vamos ensinar só da outra forma =P), ou importar vídeos, imagens e áudio de arquivos, você vai no menu "File" e vai em "load file" você vai escolher o arquivo que deseja e mais abaixo terá a opação "insertion strategy" ali teremos as seguintes opções:

Replace currente project -

(A TERMINAR)

Exportação

Guia sobre exportação: http://estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Exportando+Video+do+Cinelerra

Versão original do guia: http://content.serveftp.net/video/renderTest/guideToCinExport.html

Os softwares externos ao Cinelerra usados para exportar vídeo usados aqui são:

ffmpeg: http://ffmpeg.mplayerhq.hu/

ffmpeg2theora: http://v2v.cc/~j/ffmpeg2theora/

Um bom formato para se exportar um vídeo é MPEG-2, que é amplamente suportado e é o formato usado nos DVDs e VCDs.

Para fazer isso exporte primeiro somente o audio, usando "Microsoft WAV". Depois, para o video, escolha "YUV4MPEG Stream", e nas opções ative "Use PIPE" e coloque a seguinte linha:

ffmpeg -i - -i /home/seu_home/video_renderizado/audio.wav -y -target ntsc-dvd %

Sendo que os parâmetros para o programa ffmpeg significam:

-i - => pegar como input a entrada padrao (pipe do cinelerra)
-i /home/seu_home/video_renderizado/audio.wav => pegar como input o audio do video, 
exportado anteriormente
-target ntsc-dvd => Gerar arquivo para DVD padrão NTSC. Outras opções: ntsc-vcd, pal-vcd, pal-dvd, etc
% => simbolo que sera substituido pelo nome do arquivo de saida

Caso queira comprimir bastante o vídeo, e usar um formato livre (ogg/theora), converta o vídeo em MPEG gerado com as instruções acima (com uma qualidade bem boa) para ogg/theora, usando o programa ffmpeg2theora, dando um comando como:

ffmpeg2theora --optimize -A 64 -V 256 -c 2 video.mpg -o video.ogg

Sendo que os parâmetros do ffmpeg2theora signicam:

--optimize => Aumenta em aproximadamente 5% a taxa de compressão em troca de um aumento o processamento usado para a compressão.
-A 64 => bitrate do audio
-V 256 => bitrate do video
-c 2 => dois canais de audio
video.mpg => video de entrada
-o video.ogg => indica o video de saida

Autorando um DVD ou (S)VCD

Pela Linha de Comando

1º Passo - Mencoder

( Caso você tenha renderizado o vídeo seguindo os passos acima, no formato MPEG-2, PULE ESTE PASSO!!!)

Nesse passo geraremos o arquivo MPEG-2, compatível com o padrão de DVD.

O Mencoder é um programa de altíssima qualidade, que acompanha o mplayer. Seu site é:

www.mplayerhq.hu

Ele pode ser usando para gerar qualquer tipo de arquivo MPEG usado em DVDs. Exemplo de como gerar um arquivo para DVD NTSC, aspecto 4/3 (padrão usado por aqui) já adicionando um arquivo de legenda:

mencoder -of mpeg -mpegopts format=dvd:vaspect=4/3:vframerate=30 -srate 48000 -ofps 30000/1001 -ovc lavc -oac lavc -lavcopts vcodec=mpeg2video:vrc_buf_size=1835:keyint=18:vrc_maxrate=9800:vbitrate=4900:aspect=4/3:acodec=ac3:abitrate=192 -vf scale=720:480,harddup -ass -sub LEGENDA.srt VÍDEO.avi -o VIDEO-DVD.mpeg2

No qual os parâmetros significam:

-sub LEGENDA.srt => Especificar o arquivo de legenda.
VÍDEO.avi => Especificar o arquivo que se deseja converter.
VIDEO-DVD.mpeg2 => Especificar o arquivo de saída, no formato de dvd - mpeg2

Para não incluir nenhuma legenda, retirar os parâmetros da linha de comando "-ass -sub LEGENDA.srt".

2º Passo - dvdauthor

Nesse passo, iremos criar o layout do DVD, que no nosso caso, será o mais simples o possível - sem menu:

dvdauthor -o DVD/ -t trilha.mpg

No qual os parâmetros significam:

-o DVD => indica o diretório no qual será criado o DVD.
-t trilha.mpg => indica o arquivo de vídeo a ser incluido no DVD.

Podem ser incluídas várias faixas (vídeos) num DVD.

Para finalizar o DVD:

dvdauthor -o DVD/ -T

3º Passo - mkisofs

Nesse passo iremos criar a imagem ISO9660 do DVD:

mkisofs -dvd-video -o DVD.iso DVD/

No qual os parâmetros significam:

-o DVD.iso => Arquivo ISO9660 pronto para ser gracado.
DVD/ => Diretório do DVD previamente gerado.

4ª Passo - growisofs

Nesse passo o DVD será gravado numa mídia:

growisofs -dvd-compat -Z <device>=DVD.iso

No qual os parâmetros significam:

<device> => Dispositivo do DVD - Ex: /dev/hdd, /dev/hdc, /dev/cdrom, /dev/dvd

Ufa!!!!

DeVeDe?

Software gráfico simples de operar para geração de um DVD ou (S)VCD a partir de múltiplos arquivos de vídeo, sem suporte a criação de menus.

http://www.rastersoft.com/programas/devede.html

Tovid e Tovid_GUI

O Tovid é um software excelente de linha de comando que possibilita a criação de DVD ou (S)VCD a partir de múltiplos arquivos de vídeo, com suporte a criação de menus. O Tovid_GUI é a interface gráfica do Tovid.

http://tovid.org/

instalando tovid em GNU/Linux Debian (etch)

Instalando tovid insira um novo espelho em seu sources.list:

# echo "deb http://pacotes.sarava.org etch/" >> /etc/apt/sources.list
# apt-get update
# apt-get install tovid
Usando tovid

Uma vez que o arquivo esteja codifica em mpeg2 fica fácil gravar em modo vcd/dvd. O tovid irá ajudar na conversão do avi para mpeg2

$ tovid -vcd -in acotirene.avi -out acotirene
vcd - formato do projeto, no caso vcd
in - nome do arquivo de entrada, o avi
out - nome do arquvo de saída, mpg

Por padrão irá ficar NTSC, mas se acaso quiser mudar para PAL, basta colocar o parametro -pal depois do formato do projeto

Se acaso que deixar mudar a configuração padrão do tovid, altere o arquivo ~/.tovid/tovid.config

Gravando vcd

Após ter criado o projeto em vcd/dvd, existe vários programas para gravar o projeto numa mídia, dois deles são o cdrdao (modo comando) e o k3b (modo gráfico).

k3b - abra o aplicativo depois vai em "Arquivo" > "Novo Projeto" > "Novo Projeto de CD de Video", depois arraste o arquivo mpg para a caixa inferior e clique em gravar.

cdrdao - abra o terminal e digite "cdrdao write --device ATAPI:0,1,0 --speed 10 vcd.toc"

ps.: para gerar o arquivo toc use o comando "mkvcdfs", como exemplo:

$ mkvcdfs projeto.mpg

e irá gerar dois arquivo: vcd_image.bin vcd.toc

retirado de http://banto.hipatia.info/softwarelivre/dvd-vcd.html

ManDVD?

O ManDVD? é um software gráfico que de fácil operação que suporta a criação de DVDs de forma fácil.

http://www.kde-apps.org/content/show.php?content=38347

QDVD Author

O QDVD Author é um programa gráfico que deixa claro que são usados programas em linha de comando para se gerar o DVD, dando ao usuário a chance de alterar os parâmetros passados aos comandos que realmente irão gerar a imagem de DVD.

http://directory.fsf.org/all/QDVD-Author.html

Guia do estudiolivre: http://estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Tutorial+de+Uso+QdvdAuthor&highlight=qdvd

Links Uteis

- Manual do Cinelerra CV:

http://cv.cinelerra.org/docs.php

- Dicas de como gerar arquivos de vídeo para serem editados no Cinelerra:

https://init.linpro.no/pipermail/skolelinux.no/cinelerra/2007-July/011188.html

- Página sobre o Cinelerra do estudiolivre.org:

http://www.estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Cinelerra

- Secrets of Cinelerra (tido como o manual oficial):

http://heroinewarrior.com/cinelerra/cinelerra.html

- Wiki aberto com uma lista de coisas que precisam ser feitas no Cinelerra:

http://lab.dyne.org/CinelerraUsability

- Howto de como compilar o cinelerra com diferentes FLAGS e informações de como baixar o cinelerra da árvore git do Pierre Marc Dumuid:

http://www.pipapo.org/pipawiki/Cinelerra/GitHowTo

- Experiências de HDV com o Cinelerra:

http://crazedmuleproductions.blogspot.com/

- Matéria da LWN: Video editing in Linux, it is possible

http://lwn.net/Articles/210352/

- Howto author AVI->DVD with menus using Linux only!

http://forums.gentoo.org/viewtopic-t-117709.html

DVD Authoring (at www.linuxjournal.com):

http://www.linuxjournal.com/article/6953

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.0 Brazil License.

-- RafaelK - 05 Nov 2009

Topic revision: r31 - 05 Nov 2009 - 21:41:25 - RafaelK
 
This site is powered by FoswikiCopyright &© by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding Foswiki? Send feedback